A Origem do Tereré

Imagem
Diz a lenda que durante a Guerra do Paraguai, os soldados de ambos os lados (Brasil e Paraguai), durante os tempos de folga entre um combate e outro, ou às vezes até mesmo em pleno combate, gostavam de tomar um chimarrão para repor os ânimos. Como o intervalo entre esses combates era muito curto, não havia tempo para esquentar a água, assim eles começaram a tomar frio e gostaram do sabor. Já uma história mais verídica diz que o tereré (também pode-se pronunciar tererê) teria surgido na Guerra do Chaco (entre Paraguai e Bolívia, 1932-1935) quando as tropas começaram a beber mate frio para não acender fogos que denunciariam sua posição. O tereré se tornaria uma bebida popular no Paraguai mais recentemente, introduzida pelos soldados no quotidiano do país através da região do Chaco.Outra versão da origem do tereré, diz respeito aos mensú (escravos ervateiros do nordeste do Paraguai e da Argentina, até meados do século XX), se eles fossem surpreendidos pelos capangas fazendo fogo para tomar…

A melhor Bomba para tomar seu mate

  
O que você deve analisar na hora de escolher a bomba para seu mate.
Se você ama um mate assim como a gente, deve saber que a bomba faz toda a diferença no preparo e no consumo da bebida, né? 
A bomba é o utensílio mais importante. Se você não tem cuia, uma xícara maiorzinha pode até quebrar o galho; se você não tem térmica, a chaleira vai resolver. Mas, sem a bomba não tem mate, né? Além de ser indispensável, ela faz toda a diferença no sabor da bebida.
Parece fácil escolher uma bomba, mas não é tanto assim. Por isso, seguem algumas dicas você descobrir tudo o que precisa saber para que o seu mate tenha aquele gostinho delicioso.
A bomba é dividida em quatro partes: bojo, haste, bico e anéis, que servem para facilitar o preparo e o consumo do mate e impedir a passagem da erva, evitando que ela chegue até a sua boca. Hoje, nós vamos falar das três partes da bomba: bico, anel e bojo.

O bico
O bico da bomba, também conhecido como biqueira ou bocal, é a extremidade superior da bomba, onde você encosta a boca para tomar o mate. Pode ser feito de ouro ou prata, pois, é mais higiênicos e melhores para a sua saúde. Além disso, observe a espessura da abertura do bico: o ideal é que ela não seja nem muito grande, nem muito pequena.

O anel
O anel, também conhecido como passador ou resfriador, é aquela saliência, geralmente redonda, que fica localizada na parte superior do corpo da bomba, e deve ser levado em conta na hora de escolher a sua bomba. Muitos modelos possuem a haste ou o cano lisos, pois assim as primeiras bombas eram produzidas pelos índios. Porém, com o tempo, foram aperfeiçoando o seu design e adicionaram o anel, que serve como um bloqueador de temperatura, evitando a transferência de calor (quando o mate é quente) entre as partes da bomba, fazendo com que o bico não esquente ao ponto de queimar a sua boca. Além disso, é o anel que traz grande parte do charme da bomba, podendo ser personalizado com pedras e outros elementos.

O bojo
O bojo, também conhecido como coador ou colher, é a parte inferior da bomba, que fica enterrada na erva-mate. Sua principal função é filtrar a água, impedindo que os pequenos grãos da erva cheguem até a sua boca. Existem alguns tipos de bojo, para facilitar na hora de fazer a limpeza da bomba, ele geralmente é rosqueável e fácil de remover.

Dica extra: as bombas também são ótimos presentes e você pode personalizar a peça com uma gravação, como o seu nome, emblema de curso ou até mesmo um coração para presentear o seu amor.

Ah, só não esquece que uma das regras para a boa convivência na roda de chimarrão é não mexer na bomba, viu?!

Fonte:
https://gaiger.com.br/noticias_detalhes/19/o-que-voce-deve-analisar-na-hora-de-escolher-a-sua-bomba-de-chimarrao.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benefícios da Erva-Mate

Erva-Mate faz bem ao Coração

A História da Erva-Mate