A Origem do Tereré

Imagem
Diz a lenda que durante a Guerra do Paraguai, os soldados de ambos os lados (Brasil e Paraguai), durante os tempos de folga entre um combate e outro, ou às vezes até mesmo em pleno combate, gostavam de tomar um chimarrão para repor os ânimos. Como o intervalo entre esses combates era muito curto, não havia tempo para esquentar a água, assim eles começaram a tomar frio e gostaram do sabor. Já uma história mais verídica diz que o tereré (também pode-se pronunciar tererê) teria surgido na Guerra do Chaco (entre Paraguai e Bolívia, 1932-1935) quando as tropas começaram a beber mate frio para não acender fogos que denunciariam sua posição. O tereré se tornaria uma bebida popular no Paraguai mais recentemente, introduzida pelos soldados no quotidiano do país através da região do Chaco.Outra versão da origem do tereré, diz respeito aos mensú (escravos ervateiros do nordeste do Paraguai e da Argentina, até meados do século XX), se eles fossem surpreendidos pelos capangas fazendo fogo para tomar…

O que é Erva-Mate Crioula?

Essa é uma dúvida que nós tínhamos também, pois, a ideia principal que se faz em torno da nomenclatura é algo rústico, natural, caseiro, ou seja, um produto em sua natureza quase primitiva, sem nenhum ou quase nenhum processo de industrialização. Podemos encontrar a Erva Mate com essas características geralmente em mercados municipais, feiras livres, pequenos mercados, lojas especializadas, entre outros, que comercializam a mesma á granel e proporcionam ao cliente a opção de escolher entre várias moagens, aromas e sabores.
Contudo, podemos encontrar ervas industrializadas com a nomenclatura Crioula em sua embalagem, as empresas usam deste artifício e o enfatizam pelo motivo de apresentar um ar mais natural ao produto comercializado, é claro, mas não estão enganando ninguém, logo abaixo explicarei detalhadamente o que é um produto crioulo e por que são tão importantes para o meio ambiente.

O que são sementes crioulas?
    
Atualmente é muito comum consumirmos produtos com a classificação transgênica, isto por que, nos últimos 100 anos a produção alimentícia sofreu enormes transformações e estas por sua vez mudaram drasticamente a forma de como e quais espécies cultivar, por meio do melhoramento genético.
Este fator acarretou em grande impacto na produção de determinados alimentos, porém, reduziu a variedade de alimentos ingeridos por nós, no mundo existem mais de 10.000 espécies primitivas de plantas comestíveis, os povos primitivos se alimentavam de cerca de 1.000 á 3.000 espécies diferentes. Já a agricultura antiga produzia cerca de 500 espécies singulares de plantas, contudo, atualmente o processo industrial nos restringe á apenas 09 espécies para a base de nossa alimentação (trigo, arroz, milho e soja representam 85% do consumo de grãos no mundo).
Então, os alimentos transgênicos são provenientes de sementes geneticamente modificadas em laboratório, já os alimentos crioulos são o completo oposto, são provenientes de sementes geneticamente selecionadas devido a sua produção na lavoura.
A principal característica dos alimentos crioulos é a sua pureza genética, são semente que passam de geração em geração de famílias agricultoras, plantadas em solo nativo e/ou apropriado para o cultivo da espécie, na qual sua seleção é feita a partir dos melhores exemplares colhidos, que são selecionadas suas sementes para um plantio posterior.
Esta técnica por sua vez garante ao agricultor que as próximas colheitas, caso sejam mantidas as mesmas condições no plantio, poderão produzir frutos tão bons quanto os da planta mãe, possibilitando ao mesmo também homogenizar sua produção a partir das plantas que tiverem o melhor desempenho nos quesitos desejados.
Essas sementes são adaptadas aos ambientes locais e por tanto, precisam de muito menos insumos inorgânicos para a sua produção, pois, são muito mais resistentes á pragas, retiram somente o que precisam da terra e garantem a soberania alimentícia de um povo, garantindo que o produtor tenha acesso livre ás sementes e menor custo na produção.
As sementes crioulas são geralmente encontradas em bancos de sementes ou na mão de pequenos produtores em feiras públicas e eventos ligados ao cultura de determinada espécie onde são trocadas por outras, garantindo assim, a diversidade entre as espécies e a propagação das mesmas.
Por tanto, voltando ao assunto principal que é a erva mate crioula, os produtos encontrados com essa nomenclatura são provavelmente originários de ervais tradicionais e familiares, de pequenos e médios produtores que vendem seus toda a matéria prima para fabricas e empacotadoras comercializarem o mesmo.
São provenientes principalmente da região sul do Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Paraguai e Argentina. No caso do tereré, a maior parte da matéria prima é cultivada no estado de Mato Grosso do Sul e Paraguai, ao longo de toda a fronteira entre os dois países, onde é mais viva e forte a cultura desta bebida.


Fonte:
http://tererepantaneiro.blogspot.com/2016/07/o-que-e-uma-erva-crioula-duvidas-dos.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benefícios da Erva-Mate

Erva-Mate faz bem ao Coração

A História da Erva-Mate